Livro 100 Melhores Filmes Brasileiros será lançado no Festival de Gramado em 1 de setembro. Abraccine, Canal Brasil e Editora Letramento fazem homenagem à Sétima Arte do país

A Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine), o Canal Brasil e a Editora Letramento lançam o livro “100 Melhores Filmes Brasileiros” durante o 44º Festival de Cinema de Gramado. Em formato de livro de arte e fartamente ilustrada, a publicação reúne textos dos mais importantes críticos e estudiosos de cinema em atividade sobre os filmes que mais se destacaram na história de nossa cinematografia, sem distinção de período, gênero ou metragem. A lista dos 100 é resultado de uma votação promovida pela própria Abraccine. O lançamento será no dia 1º de setembro, às 16h, na sede do Sociedade Recreio Gramadense, QG do festival.

São 100 autores, entre associados da entidade criada em 2011 e convidados, que buscaram um viés ensaístico, resultando em análises que certamente se tornarão referência no estudo dos filmes selecionados. O arco é amplo e parte de “Limite”, a mais antiga produção presente na lista, lançada em 1931 com direção de Mario Peixoto e analisado por Enéas de Souza, até chegar a produções recentes como “Que Horas Ela Volta?”, de Anna Muylaert, aqui analisado por Adriana Androvandi.

Ainda entre os que têm suas obras analisadas no livro estão diretores que fizeram história no cinema brasileiro, como Glauber Rocha, Leon Hirszman, Nelson Pereira dos Santos, Eduardo Coutinho, Paulo Cezar Saraceni, Rogério Sganzerla, Anselmo Duarte, Joaquim Pedro de Andrade, Luiz Sergio Person e Carlos Reichenbach. Os 100 selecionados também abraçam produções recentes, como “Cidade de Deus”, “Central do Brasil”, “Tropa de Elite”, “O Céu de Suely”, “Bicho de Sete Cabeças”, “Carandiru”, “Cinema, Aspirina e Urubus”, “Tatuagem”, “Amarelo Manga” e “O Palhaço”.

A escolha dos filmes teve como base uma votação promovida pela Abraccine no ano passado, com 100 associados e convidados de todo o Brasil, divulgada em novembro. É a primeira vez que uma publicação reúne, nessa seleção, curtas-metragens, representados por obras como “Di”, de Glauber Rocha, e “Ilha das Flores”, de Jorge Furtado, com textos de Amanda Aouad e André Dib, respectivamente.

Leia também:
Festival de Gramado será palco da première de O Roubo da Taça

Veja Também

IMAGE
Com a segunda temporada de seu seriado na Netflix...
IMAGE
Paris Filmes e Downtown Filmes se unem para transformar...
IMAGE
Com mais de 50 milhões de downloads até o começo de...